Como Surgiu a Cerveja?

852
0
Share:
caneca de cerveja em cima da mesa com cevada ao lado

A cerveja, ao que tudo indica, não foi criada, e sim descoberta!

Tudo começou quando o homem pré-histórico deixou de ser nômade desenvolvendo as primeiras técnicas de agricultura e cultivando grãos como sorgo, cevada, trigo entre outros.

Um dia, um grupo de agricultores armazenou a colheita em vasos para uso posterior.

Uma chuva eventual fez com que os grãos dentro desses vasos ficassem molhados, causando a germinação, logo em seguida os vasos esquecidos podem ter sido secados pelo sol e posteriormente molhados de novo.

Essa “sopa” junto com microrganismos presentes no ambiente deu início ao processo de fermentação, fazendo com que a bebida ficasse alcoólica.

Quando acharam essa “sopa” alcoólica, alguém teve coragem de provar e gostou, então voilà: surgiu a cerveja!

Muitos indícios mostram que quando os homens começaram a construir as cidades, por volta de 6.000 anos AC, a fabricação de cerveja já era uma atividade estabelecida na sociedade.

Os documentos mais antigos relatam que ela funcionava como mercadoria e moeda de troca.

O Império Mesopotâmico deixou vários sinais que falam sobre a importância social da cerveja. Há uma lei no código de Hamurabi, escrito por volta de 1730 AC, que menciona a morte de sacerdotes encontrados em bares e o pagamento pela venda de cerveja devia ser feito em grãos de cereais.

Na sociedade babilônica, o cervejeiro era dispensado da atividade militar sob a condição de suprir o exército com cerveja, já nos bordéis, cada prostituta fazia sua própria cerveja para oferecer para os clientes.

Os Egípcios faziam vários tipos de cervejas chamando de zithum. As mais suaves eram destinadas aos pobres e as aromatizadas com gengibre, tâmara e mel eram somente para os nobres.

A bebida não faltava em cerimônias fúnebres e também era utilizada em banhos, como tratamento para a pele.

O vinho era considerado sagrado e muito caro, e a cerveja tornou-se então a bebida era mais popular do que o vinho, não só pelo seu valor mais barato, mas também pela praticidade de fabricação, e também por ser socializante.

Os gregos e os romanos acabaram aprendendo a fazer cerveja com os egípcios e ela se tornou muito popular em Roma.

Os celtas também tiveram grande importância na história da cerveja. Foram eles que formaram países como França, Portugal, Espanha, Bélgica, Inglaterra, Irlanda e Escócia. Eles são referência por terem desenvolvidos novas receitas e técnicas de fabricação da cerveja.

Plínio, o autor romano, registrou em Naturalis Historia sobre celtas fazendo cerveja na Gália (hoje França) e na Galícia (hoje Espanha).

Foi na Gália que a cerveja recebeu o nome de Cerevísia ou Cervisia, em homenagem a Ceres, Deus da colheita e da Fertilidade. Mais tarde chamada por nós de Cerveja!

 

 

Share:

Leave a reply