Conheça 15 cervejas premiadas no IBC

330
0
Share:
copos de cerveja cheios em perspectiva de cima com cervejas de várias cores

O International Beer Challenge é uma das mais importantes competições do universo cervejeiro, que há duas décadas premia os melhores rótulos mundiais. Algumas das cervejas premiadas também estão no Empório da Cerveja:

 

Cervejas Premiadas com Medalha de Ouro:

cerveja-colorado-bertho-servido-no-copo

Uma American Brown Ale feita com Bertholletia Excelsa, conhecida como Berthô. É uma cerveja que tem na sua fórmula a castanha-do-Pará, combinada com a doçura do malte e o amargor de lúpulos especiais.

 

Uma cerveja que conta com um elemento bem nordestino em sua fórmula: a rapadura queimada. O resultado é uma cerveja escura premiada em diversos festivais como: Mondial de La Bière, o Festival Brasileiro da Cerveja e agora o Internetional Beer Challange.

 

Uma cerveja elaborada com aveia e os mais seletos tipos de malte do mundo, que lhe concedem uma textura encorpada e licorosa, densa e aveludada. Já ganhou prêmios no Festival Brasileiro de Cerveja, South Beer Cup, Mondial de la Bière e no Concurso Pierre Celis 2013.

 

Cervejas Premiadas com Medalha de Prata:

Uma cerveja de amargor mais acentuado, com aromas intensos de lúpulo, passando por notas cítricas e frutadas até uma sutil nota de malte caramelo.

 

Uma Belgian Blond Ale com uma boa presença de malte e teor alcoólico mais elevado, fazendo dela uma cerveja levemente adocicada e encorpada.

 

A Wäls Witte é resultado da união da tradicional receita belga das cervejas de trigo, com especiarias diversas, que criam um sabor suave com fundo amargo. É uma cerveja medalha de ouro no Bière Beer e prata no Festival Brasileiro da Cerveja.

 

Cerveja Premiada com Medalha de Bronze:

Uma American Sour Ale, que fermentou por 7 dias em altas temperaturas nos barris da Cervejaria Wäls. Ela é uma cerveja clara, possui teor alcoólico de 5,1% e deve ser degustada a cerca de 5ºC. Esse rótulo exclusivo do Wäls Mad Lab ganhou medalha de bronze no International Beer Challenge 2016, uma das mais importantes competições do universo cervejeiro, que há duas décadas premia os melhores rótulos mundiais.

 

Uma Double IPA de espuma cremosa, coloração avermelhada e acentuado aroma de maracujá. Seus 93 IBU’s representam a massa atômica de 92,9u do Nióbio, elemento que dá nome para a cerveja.

 

A espuma aveludada e os três tipos exóticos de lúpulo e fermento especial fazem da Wäls Bohemia Pilsen uma cerveja dourada que aguça o paladar.

 

A Cerveja Wals Inhotim Impetus possui o estilo American IPA, é forte, encorpada com um leve sabor e aroma defumado.

 

Seu nome Cauim vem do Tupi e se refere a uma antiga bebida fermentada de cereais e mandioca, fabricada pelos índios brasileiros. Não por acaso esta deliciosa cerveja combina fermento alemão, lúpulo tcheco, cevada maltada brasileira e, é claro, a brasileiríssima mandioca.

 

Vixnu, além de ser o nome de uma das principias divindades hindus, é também o nome desta deliciosa variação da receita India Pale Ale. A mistura de lúpulos americanos com o toque especial da rapadura conferem a essa cerveja um delicioso equilíbrio entre o sabor do malte e as notas cítricas do maracujá. O resultado? Um amargor agradável e persistente, ideal para quem gosta de cervejas extremas.

 

Uma deliciosa Vienna Lager, um dos mais clássicos estilos de cerveja do mundo com as vibrantes, notas de malte e o suave aroma de lúpulo.

 

Uma refrescante e suave cerveja de trigo, leve como os voos do 14-Bis. Com um aroma frutado, que lembra banana e cravo por conta da sua fermentação.

 

Uma cerveja de trigo belga com lascas de laranja e coentro. A Bela Rosa leva um ingrediente especial: a pimenta rosa.

 

E aí gostou? Você pode comprá-las aqui: www.emporio.com

 

 

Share:

Leave a reply